Minha mãe, minha heroína

Agnaldo Timóteo

(Monalisa / N.Orlando / R.M.Silveira)

 

 

Parei por um instante e pensei

Chorei porque ela não estava aqui

Mas nesta hora ela pensa em mim eu sei

Saudade como eu deve sentir

 

O seu lenço tão molhado na partida

E o trem que se fazia tão veloz

Mesmo assim ainda ouvia a sua voz

Não esqueça desta que lhe deu a vida

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

Eu agradeço tanto a Deus por ter mamãe

Que muita gente tem mas não lhe dá valor

Que outros não tem e hoje choram o seu amor

Por isso nunca vou cansar de agradecer

 

Existem tantas mães chorando desprezadas

Fizeram tanto tanto e não pediram nada

 

Eu agradeço tanto a Deus por ter mamãe

A quero tanto que sem ela eu não sou nada

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

Esta é a canção que eu fiz pra você mamãe

E nela quero simplesmente dizer do meu amor

Falar das suas lutas e sacrifícios

Lembrar-me de sua aflição quando eu estava triste

E da sua alegria quando eu me mostrava feliz

 

Agora que o pincel do tempo tingiu os seus cabelos de branco

Quando esta cabecinha tão alva quanto a sua alma

Mostra o retrato de uma vida inteira de amor e dedicação

Venho pra falar de felicidade e gratidão

E prestando-lhe uma homenagem, digo com toda sinceridade

Do fundo do coração

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

Minha mãe, minha heroína

Minha mãe, minha flor divina

 

 

 

 

Mais letras mãe...

 

  Compartilhar

 

Enviar letra