Influência da Lua na Terra

Diâmetro: Cerca de 3.460 km. (27% do diâmetro da Terra).

Distância da Terra: 382.000 km, em média.

Distância do Sol: 149 milhões de km.

Superfície: 36 milhões de km².

Temperatura: Máxima de 100º C e mínima de – 175º C

 

A Lua é o pêndulo da Terra, exerce grande influência, não só sobre nosso planeta, mas também no corpo e no espírito humano.

É um dos elementos mais importantes na análise astrológica, pois governa os nossos instintos mais básicos e primários, a nossa maneira intuitiva de ser, o nosso lado mais sensível e emocional.

A Lua continua exercendo sua eterna influência sobre os homens, as marés, a pesca e a agricultura.

Se a Lua não existisse, provavelmente não haveria vida na Terra.

Com seu tamanho considerável, ela assegura sua estabilidade ao manter seu eixo sempre no mesmo lugar. Esse mecanismo garantiu o equilíbrio de movimentos e temperaturas que levaria ao surgimento e a multiplicação da vida.

 

Foi observando a cadência da Lua que o homem começou a entender o tempo...

E foi a Lua que deu as indicações, com suas quatro fases que se repetiam ciclicamente. Já que cada fase lunar durava, aproximadamente, 7 dias surgiu a semana.

Depois o homem percebeu que para a Lua completar um ciclo inteiro, ou uma lunação, devia-se esperar 29 dias. Assim apareceu o mês.

Mas era preciso um espaço de tempo maior para medir viagens, construções e a vida do homem.

O próximo passo foi a fixação do ano com seus 12 meses.

O nosso calendário com 365 dias, leva em conta o tempo que a Terra precisa para cumprir uma revolução completa em torno do Sol.

 

Ao caminhar pelo zodíaco, a Lua passa rapidamente pelos signos, mudando o astral do dia e mexendo com a sensibilidade das pessoas.

Graças à sua proximidade da Terra, a Lua é um dos astros que mais interferem na vida do planeta.

Ela altera as marés, determina os ciclos de crescimento das plantas e mexe até com o humor das pessoas. Em seu rápido passeio de 28 dias pelo zodíaco, ela visita todos os signos e realça as influências deles sobre nosso comportamento.

Os antigos já atribuíam à Lua decisivas influências na produção de certos fenômenos que ocorrem em nosso planeta, notadamente o ritmo das marés, o movimento da seiva nos vegetais etc.

A respeito desta última influência, é tradicional a cautela que os exploradores do corte de madeira observam em seu ofício, evitando o corte no período da Lua minguante, para prevenir o seu apodrecimento.

 

Quando se começou estudar a real influência dos ciclos lunares, um dos fenômenos mais visíveis era o das marés, o movimento das águas do mar, governado pelo Sol e pela Lua.

E foi a percepção desse mecanismo que serviu como trampolim para se entender o fluxo das águas em nosso corpo ou da seiva nos vegetais.

Se o homem é constituído de 70% de água e 30% de sólidos, exatamente como a Terra ele também é regido pelas chamadas marés biológicas.

Assim, durante a Lua Cheia, quando as marés sobem ao nível mais alto e a pressão lunar é mais forte os efeitos sobre nosso organismo e nosso comportamento são mais poderosos.

 

  Fases da Lua  

Para completar sua órbita em torno da Terra, a Lua leva 29 dias e meio. Neste período, este relacionamento entre Lua - Sol, o mês sinódico, sua face visível reflete para nós os raios que recebe do Sol, brilho de intensidade variável que assume diferentes formas e que compreende o período entre uma e outra Lua, as quatro fases distintas, são as chamadas fases da Lua, são elas:

 

Lua Nova

É o início do ciclo, quando a Lua está alinhada entre o Sol e a Terra. Durante 7 dias, sua face é pouco visível.

É o período conhecido como escuridão lunar.

A seiva se concentra no caule e nas raízes, por isso frutos e flores não estarão em boas condições para serem colhidos. É um período adequado para semear plantas medicinais e cortar madeira. Propicia a interiorização, germinação, fecundação e o recolhimento. Período de introspecção, indefinição, da busca de novos caminhos e não propício para decisões. Atrai a espiritualidade. Período neutro, ideal para a reflexão, amadurecimento dos anseios e a reavaliação de velhos valores.

 

Lua Crescente

Lua, Terra e Sol, formam um ângulo de 90°. A cada dia a luminosidade lunar aumenta e sua face torna-se mais visível. A seiva flui em direção as folhas, época boa portanto para transplantar e enxertar. A luminosidade da Lua começando a aumentar torna o período propício para semear tudo o que frutifica acima do solo, como frutas, grãos, flores; propício também para colher legumes e frutas lunares: pepino, melão, melancia.

Momento de definição, pois os sentimentos e emoções tornam-se mais claros e as atitudes mais objetivas. Os impulsos devem ser colocados em prática. Bom para intensificar os contatos sociais. Exerce atração magnética sobre todas as coisas expostas à sua energia. É a época ideal para traçar novos planos, investir em uma relação amorosa e plantar ervas mágicas. Verificar e solucionar questões, progressos financeiros.

 

Lua Cheia

Neste período, a Lua está em oposição ao Sol e sua face pode ser vista inteiramente. A seiva tem maior penetração nas folhas e nos frutos, acumulando-se nos brotos. Desaconselha-se assim efetuar-se podas. É a melhor fase para a colheita de frutos que estarão desta forma mais suculentos, para cultivar plantas de ciclo bienal, plantas com brilho, alcachofra e salsão. É o melhor período para a manutenção da Terra.

Representa o ápice dos poderes mágicos, algumas pessoas sensíveis inquietam-se nesta época, é a Lua certa para executar tarefas e negócios importantes. Simboliza a plenitude. As pessoas estão mais abertas e receptivas nesta época, o inconsciente aflora e as ações podem se tornar agressivas. Os projetos iniciados chegam ao seu desenvolvimento máximo. Época portanto de expansão interior, recarregar energia e para fazer ritual do amor.

 

Lua Minguante

Lua, Terra e Sol, formam agora um ângulo de 270°. A cada dia a Lua fica menos visível. Um novo ciclo se inicia, quando a Lua volta a ser invisível e se alinha entre Sol e Terra. A seiva flui em direção ao caule e as raízes. Bom período para semear todos os tipos de raízes: cebola, nabo e batata. Esta fase é boa para a colheita, adubar, podar, cortar madeira para móveis, colher grãos e semear, exterminar as pragas e também podar ervas e plantas.

Período de transição, tendência para o recolhimento e avaliação do que já foi vivido. Os trabalhos iniciados devem ser terminados. É o momento certo para desatar nós e por um fim pacífico em etapas, sociedades e relacionamentos.

Época ideal para iniciar regimes e dietas. Percepção, abstração, pois a sensibilidade está a flor da pele, e é também um período propício para cirurgias.

Na simbologia, Hécate é a lua minguante que simboliza o ciclo constante das energias humanas e divinas. É a representação da sabedoria adquirida pelo amadurecimento...

_____________________________________________

 

A lua na medicina

Desaconselha-se operações cirúrgicas na época da Lua cheia, pois há riscos de hemorragias.

Os efeitos da Lua no fluxo sanguíneo do corpo humano, constatam que a perda de sangue é mais abundante nesta fase.

Na área da saúde, portanto, é bom mexer na Lua minguante.

Só fazer operações cirúrgicas após 72 hs da Lua nova e da Lua cheia.

 

A lua no corte de cabelo

Sendo que o fluxo da água em nossos corpos e o da seiva nos vegetais são regidos pelas chamadas marés biológicas, algumas regras e noções básicas para o tratamento da saúde e da estética devem serem observados:

Lua nova – não é propício para o corte mas é um bom momento para tingir os cabelos e mudar o penteado.

Lua crescente – é o momento adequado para cortar os cabelos, para que cresçam rápido e portanto mais finos.

Lua cheia – da Lua cheia à minguante, os cabelos crescem mais lentamente e aumentam de volume; bom para cabelos finos.

Lua minguante – da Lua minguante à nova é o período indicado para cortar os cabelos a fim de fortalecê-los; bom para cabelos fracos e quebradiços.

 

A lua na agricultura (Hemisfério Sul)

Baseando-se no aproveitamento correto da luminosidade da Lua que embora menos intensa que a do Sol, penetra mais fundo no solo e pode acelerar o processo de germinação das sementes.

Lua nova – favorável para o plantio de tubérculos, como a batata e a cenoura. Momento ideal para a poda de árvores, que secando depressa darão boa lenha.

Lua crescente – período propício para o plantio de mudas, que darão flores belas e viçosas. Momento em que se deve cortar a madeira destinada a construção.

Lua cheia – período que devemos semear árvores frutíferas. Momento da colheita das plantas medicinais, pois suas hastes estão cheias de seiva.

Lua minguante – Favorece a colheita de sereais como a ervilha, o feijão, etc. Bem como a poda de árvores e arbustos, pois a seiva existente na planta é menor.

 

A lua na pesca

A importância da Lua existe tanto para a pesca em alto mar, como nos rios ou em lagos.

Na Lua nova existe uma falta de luminosidade lunar que faz com que os peixes fiquem no fundo das águas, período neutro.

Na Lua crescente a luminosidade ainda é pequena e são pouco os peixes que sobem a superfície, período regular.

Na Lua cheia a luminosidade é intensa, fazendo com que os peixes sejam atraídos para a superfície e provocando também um aumento de seu metabolismo e portanto de seu apetite, período ótimo.

Na Lua minguante nesta fase os peixes ainda estão na parte mais rasa das águas, aproveitando o que resta da luz, período bom.

 

E para finalizar...

– Pessoas fracas e doentes sentem a influência da Lua; insônia, cansaço, dores, erupções, inchações são mais fortes e mais extensos depois da Lua nova, ao passo que, relativamente, são menos fortes e menos extensos na quinzena minguante.

– A madeira, cortada depois da Lua cheia, seca depressa e dá boa lenha, ao passo que, cortada depois da Lua nova, não seca tão rapidamente, mas é mais durável e presta-se para trabalhos de carpinteiro e marceneiro.

– Convém plantar, nos dias que vão desde as 24 horas depois da Lua nova até o dia da Lua cheia, aquilo que dá fruto acima da terra e, na quinzena que vai desde as 24 horas depois da Lua cheia até o dia da Lua nova, plantar aquilo que dá fruto debaixo da terra, como também cortar árvores.

– As plantas curativas devem ser colhidas quando as hastes estão cheias de seiva, perto da Lua cheia, e de preferência pela madrugada.

> Ver mais Arquivos Interessantes

 

  Compartilhar

 

Envie para um amigo!

 

Voltar