Queda de Cabelos - Causas e Tratamentos

O que causa a perda excessiva de cabelos?

 

A pessoa que perceber que seus cabelos estão caindo em grande quantidade depois de penteá-los ou lavá-los, ou que estes estão se tornando mais finos ou escassos deve consultar seu dermatologista.

É importante descobrir a causa e se o problema responderá ao tratamento médico ou não.

Dermatologistas, médicos especializados no tratamento de alterações no cabelo e na pele, irão avaliar o problema do paciente buscando informação sobre sua dieta, uso de medicamentos, inclusive vitaminas tomadas nos últimos 6 meses, história familiar, alguma doença recente e cuidados habituais com os cabelos.

No caso de mulheres que apresentem esta queixa, o médico deve perguntar sobre ciclo menstrual, gravidez e menopausa. Após o exame do couro cabeludo pode-se checar o fio de cabelo ao microscópio. Testes laboratoriais podem ser indicados incluindo biópsia do couro cabeludo.
Dentre as principais causas podemos citar:

 

Doenças da tireóide

Tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo podem ser causas de queda de cabelo. Estas alterações da tireóide podem ser diagnosticadas através de exames laboratoriais.

O tratamento correto das doenças da tireóide pode corrigir a perda capilar.

 

Dieta inadequada em proteína

Algumas pessoas que fazem dietas pobres em proteínas ou têm hábitos alimentares anormais podem desenvolver desnutrição protéica. O corpo irá economizar suas proteínas fazendo com que os fios que se encontrem na fase de multiplicação passem para a fase de repouso.

Passados 2 ou 3 meses pode haver uma queda maciça dos cabelos. Devido ao enfraquecimento dos pelos arrancá-los juntamente com suas raízes torna-se mais fácil. Essa condição pode ser prevenida e revertida com quantidades adequadas de proteínas na dieta.

 

Pílulas anticoncepcionais

Mulheres que apresentam queda de cabelos enquanto estão em uso de pílulas anticoncepcionais, geralmente já apresentam uma tendência prévia a terem menor quantidade de cabelos. Se esta queda realmente ocorrer, a usuária deverá consultar seu ginecologista na tentativa de substituir o anticoncepcional usado. Quando a mulher interrompe o uso do anticoncepcional ela poderá perceber que a queda do cabelo inicia-se 2 a 3 meses após esta interrupção podendo permanecer até 6 meses. O fato ocorre à semelhança das mulheres no pós-parto.

 

Baixo nível de ferro no sangue

A deficiência de ferro também pode levar à queda de cabelo. Algumas pessoas não ingerem ou não absorvem bem o ferro. Mulheres que têm período menstrual de volume ou duração prolongada, também podem desenvolver esta deficiência.

A detecção da redução do ferro no sangue é feita através de exames laboratoriais e pode ser corrigida pelo uso de comprimidos ou medicações que contenham ferro.

 

Medicamentos

Algumas drogas prescritas podem causar queda de cabelos temporariamente em um pequeno grupo de pessoas. Exemplos dessas drogas incluem alguns medicamentos usados no tratamento de gota, artrite, depressão, problemas cardíacos, hipertensão arterial e anemia.

O excesso de vitamina A também pode levar à queda de cabelo.

 

Infecção por fungos

Inicialmente formam-se pequenas áreas de descamação que podem se estender e resultar em áreas de fios quebradiços, eritema (vermelhidão), edema (inchaço) e infiltração. Essa infecção é contagiosa e mais comum em crianças. Tratamento com medicação oral leva à cura.

 

Febre alta, infecção grave e resfriado forte

Em um período que varia de 4 semanas a 3 meses após o desenvolvimento destes quadros pode haver queda de cabelo que, no entanto, se corrige espontaneamente.

 

Pós-parto

Quando a mulher está grávida ela perde menos cabelos do que perderia normalmente caso não estivesse neste período. No entanto, após o parto, muitos fios entram na fase de repouso do ciclo.

Em aproximadamente 2 a 3 meses após o parto, algumas mulheres irão notar uma quantidade aumentada de fios em pentes e escovas. Este fato pode perdurar de 1 a 6 meses, mas se resolve completamente na maioria dos casos.

 

Cosméticos e cuidados inapropriados

Muitos homens e mulheres usam tratamentos químicos em seus cabelos, incluindo tinturas, água oxigenada, descolorantes, alisantes, permanentes e outros. Esses, raramente, danificam os cabelos se forem usados corretamente. No entanto, se usados com muita frequência ou deixados por tempo prolongado, os cabelos podem tornar-se fracos e quebradiços.

Também o uso de mais de um tipo de produto simultaneamente ou descolorantes em cabelos já previamente descoloridos pode danificar os cabelos. Se por estes motivos os cabelos se tornarem frágeis, o melhor é interromper o uso até o crescimento de novos fios.

Lavar, pentear e escovar muito frequentemente pode danificar os fios tornando-os quebradiços. Condicionadores e creme rinse podem ser usados após o xampu para facilitar o penteado. Quando o cabelo está molhado, é mais frágil, devendo-se evitar pentes, escovas e fricção intensa com toalhas. Não siga a antiga instrução de "dar 100 escovadas por dia". Use sempre pentes e escovas macias. Evite os penteados que tracionem intensamente os cabelos, como "rabo de cavalo" e tranças. Estes, quando usados, devem ser alternados com os cabelos soltos, pois presos constantemente podem levar a quedas.

 

Importante

Existe um mineral, o silício, que no nosso corpo encontra-se mais concentrado na pele, cartilagens, ossos, tecido nervoso, couro cabeludo.

Este mineral você encontra no morango, castanha-do-pará, chicória, aveia, principalmente nos seus grãos e na água do cozimento. Na alface, couve-flor, etc.. Sua deficiência leva à fraqueza e queda dos cabelos além de provocar rugas, rachaduras de pele, enfraquecimento das unhas e hipersensibilidade nervosa.

Nosso cérebro necessita do silício, que é destruído com tensões nervosas e o organismo começa a retirar dos cabelos, pele e unhas. Vira um círculo vicioso: os desgastes mentais distroem o silício e sua falta provoca nervosismo.

As frutas, verduras, levedura de cerveja, germe de trigo (fechado à vácuo), limão, melado de cana, iogurte, castanhas, abacate, arroz e pão integral, irão compor as vitaminas, sais minerais e proteínas necessárias.

Use shampoo caseiro, o melhor deles é o limão (se não houver tintura nos cabelos) que pode ser esfregado no couro cabeludo, evitando caspas, que também provocam queda dos cabelos.

Creme feito artesanalmente com babosa, abacate, azeite de oliva, ovo (caipira), são excelentes.

 

> Ver mais Alertas e Dicas

 

  Compartilhar

 

Envie para um amigo!

 

Voltar