Câncer de mama em homens

 

O câncer de mama está aumentando entre os homens nos Estados Unidos, uma péssima notícia para os norte-americanos e para seus médicos, que nem sabem como detectar a doença, disseram pesquisadores.

Apesar de a doença continuar extremamente rara, prevê-se que haja apenas 1.600 casos no país em 2004, houve um aumento de 25 por cento nos últimos 25 anos, o que é preocupante, disse Sharon Giordano, da Universidade do Texas.

"Acho que ninguém se preocupou em verificar se o câncer de mama entre os homens havia aumentado porque essa é uma doença muito rara," disse Giordano em entrevista concedida por telefone.

"Fiquei surpresa ao descobrir (que a doença) estava aumentando, embora, em retrospecto, eu pudesse ter imaginado. Vimos um grande aumento no número de casos de câncer de mama entre as mulheres também."

Ninguém sabe por que isso acontece, acrescentou a pesquisadora, especialista em câncer de mama. Tanto em homens quanto em mulheres, a doença está ligada ao hormônio estrógeno, de forma que a obesidade poderia ser um fator predisponente. As células de gordura produzem estrógeno.

Também poderiam estar contribuindo para o aumento da incidência desse tipo de câncer a presença de produtos químicos no ambiente e as mudanças no estilo de vida.

Giordano afirmou ser preciso estudar o assunto bem mais, mas notou que, "curiosamente, os pacientes do sexo masculino que vi ou que tratei não são gordos."

Mesmo com o aumento, os casos de câncer de mama entre os homens representam apenas 0,6 por cento do número total de casos da doença e menos de 1 por cento de todos os tipos de câncer que atingem os norte-americanos do sexo masculino.

O estudo de Giordano e de sua equipe foi divulgado na revista Cancer.

Os pesquisadores estudaram dados do Instituto Nacional do Câncer que representam cerca de 14 por cento da população dos EUA.

Veja também:

A causa primária do câncer

 

> Ver mais Saúde

> Ver mais em Homem

 

  Compartilhar